quinta-feira, 21 de Outubro de 2010



Viver no Amor

Viver no amor é o maior desafio da vida. Exige mais sutileza, flexibilidade, sensibilidade, compreensão, aceitação, tolerância, conhecimento e força do que qualquer outro esforço ou emoção, pois o amor e o mundo de hoje atuam como se fossem duas grandes forças contraditórias.

Por outro lado, o homem deve saber que só sendo vulnerável pode verdadeiramente oferecer e aceitar amor. Ao mesmo tempo sabe que, se revelar essa vulnerabilidade na vida diária, em geral, corre o risco de ser explorado, de levarem vantagem sobre ele. Sente que, se mantiver uma parte de si mesmo em reserva para proteger essa vulnerabilidade, sempre receberá de volta apenas uma parcela do amor que dá. Portanto, sua única chance de ter um amor profundo é dar tudo o que tem.

[Amor - Leo Buscaglia]

sábado, 25 de Setembro de 2010



(De um caríssimo amigo, Maurizio Santino Barbera)


Gloriosissimo Padre Celeste

Questa Preghiera e Invocazione mi è stata Ispirata il 12 Febbraio 2008 dalla mia guida il Maestro

Gloriosissimo Padre Celeste,
Tu, che ci vegli, guidi e proteggi
dalla Sommità del Cielo.

Noi ti Invochiamo affinché Tu,
durante il cammino Terreno
ci Illumini il sentiero,
attraverso la Tua inesauribile
Fiamma di LUCE di AMORE Vero.

Noi ti Invochiamo affinché Tu,
attraverso la Tua Infinita LUCE d'AMORE,
ci venga in Soccorso squarciando il buio velo,
Liberandoci...Custodendoci e proteggendoci dal nero.

Noi ti Invochiamo affinché Tu,
in ogni nostro momento di debolezza,
stanchezza e smarrimento,
ci venga in Soccorso,
alleggerendo e sorreggendo
il peso del nostro Karmico fardello.

Noi ti Invochiamo affinché Tu,
ci Doni quell'Aiuto necessario....
e le Tue Amorevoli Energie Sostanziali,
onde Noi poveri Umani
possiamo trovare la Forza
per poter lottare e superare gli ostacoli
che incontriamo in questo percorso materiale.

In Te noi Crediamo, in Te noi confidiamo,in Te noi Riposiamo.

***************

Un abbraccio Sostanziale di Luce e Amore

Maury

segunda-feira, 13 de Setembro de 2010





A LUZ DO AMOR

Conforme eu vinha pelo rio, eventualmente eu avistei uma luz enorme vindo. Eu sabia que era a primeira luz, a matriz do Eu Superior do nosso sistema solar. Então o sistema solar inteiro apareceu na luz, acompanhado de um daqueles estrondos suaves.

Eu vi que o sistema solar no qual vivemos é o nosso maior corpo. Este é o nosso corpo local e somos muito maiores do que imaginamos. Eu vi que o sistema solar é o nosso corpo. Eu sou uma parte dele, e a Terra é um grande ser criado que somos nós, e nós somos a parte dela, que sabe que é assim. Mas nós somos apenas uma parte dela. Nós não somos tudo, mas somos uma parte que sabe que é assim.

Eu pude vislumbrar toda a energia que esse sistema solar gera, e esse é um show de luzes inacreditável! Eu pude escutar a Música das Esferas . Nosso sistema solar, assim como todos os corpos celestes, gera uma matriz única de luz, som e energias vibracionais. Civilizações avançadas de outros sistemas estelares podem localizar vida no universo na forma que a conhecemos pela vibração ou padrão matricial. Como em uma brincadeira de crianças. As crianças da Terra (seres humanos) produzem um som abundante neste momento, como crianças brincando no quintal do universo.

Eu fui pelo rio até o centro da luz. Senti-me abraçado por ela conforme ela ia me levando para dentro de sua respiração novamente, seguido por mais um estrondo.

Eu estava na grande luz de amor com o rio da vida fluindo através de mim. E tenho que dizer de novo, esta é a luz mais amorosa e sem julgamentos que existe. É o pai-mãe ideal para a sua criança.

"E agora?" eu me perguntei.

A luz me explicou que não existe morte; somos seres imortais. Nós já estivemos vivos desde sempre. Eu compreendi que fazemos parte de um sistema vivo que se recicla eternamente. Ninguém me disse que eu tinha que voltar. Eu simplesmente soube que eu voltaria. Era natural, a partir do que eu tinha visto.

Eu não sei quanto tempo eu fiquei com a luz, em tempo humano. Mas chegou um momento em que eu percebi que todas as minhas perguntas tinham sido respondidas do outro lado, de verdade. Todas as minhas perguntas tinham sido respondidas. Cada ser humano tem uma vida diferente, e perguntas diferentes. Algumas de nossas perguntas são universais, mas cada um de nós explora isso a que chamamos vida de uma forma própria. E assim é com todas as formas de vida, de montanhas até cada folha em cada árvore.

E isso é muito importante para o resto de nós neste universo. Porque tudo contribui para a Grande Figura, a totalidade da vida. Nós somos literalmente Deus explorando a Si Mesmo na dança infinita da vida. A peculiaridade de cada um contribui com toda a existência.



Pequeno excerto. Para ver completo aqui: http://minhamestria.blogspot.com/2010/02/ida-e-volta-na-jornada-atraves-da-luz.html

quarta-feira, 27 de Janeiro de 2010

INVOCAÇÃO - MESTRE NADA

EU SOU EU SOU EU SOU a Ressurreição e a Vida da Cura e Ministério da Bem-Amada Mestra Ascensionada Nada, hoje em actividade no meu ser e em meu mundo. (três vezes) http://www.naveluz.arq.br/oraiode.htm


sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010

PLANO MENTAL


02.1 - O que é o Plano Mental?

O Plano Mental é uma elevada região do universo o mundo-céu das religiões denominado Devacan "o lugar dos deuses" ou Devasthan e Svarga pelos hindus Sukhavati pelos budistas Campos Elíseos pelos antigos gregos Céu pelos zoroastrianos e cristão. É geralmente tido como uma região de perene felicidade.

O Plano Mental é um mundo plano nível dimensão esfera ou região de nosso universo como um mundo esplêndido de exuberante vida onde podemos residir tanto agora como depois da vida astral no intervalo entre duas encarnações.

O Plano Mental é o imediatamente superior ao Astral porém é absolutamente necessário que o estudante de Teosofia e Esoterismo compreenda a verdade capital de que em nosso universo há sete planos mundos níveis esferas ou regiões cada um com sua matéria peculiar de apropriado grau de densidade que interpenetra a matéria do plano contiguamente inferior.

Portanto as palavras "superior" "alto" e "baixo" com referência aos planos ou mundos de nosso universo não denotam sua posição pois que todos ocupam o mesmo espaço se não tão-só indicam o maior ou menor grau de condensação de matéria primordial e sua diversa tônica de vibração ou manifestação consciencial já que não existe um termo correto para explicar essa.

Como exemplo da possibilidade de entrar no plano mental durante o sono mencionaremos um incidente ocorrido em relação a um pessoa de mente elevada ao chegar ao oceano de luz e cor em que ele flutua inteiramente absorto em seus próprios pensamentos permanecia em extática contemplação da paisagem e de tudo quanto a paisagem lhe sugeria com aguda intuição a perfeita apreciação e o intenso vigor do pensamento peculiar do plano mental despertou com um sentimento de profunda paz e gozo interior embora não se recordasse de nada do que sonhou.

O Plano Mental é formado de 7 Subplanos:

4 inferiores ou Atrasado (baixo) (Sétimo até o quarto)

3 Superiores ou Evoluído (alto) (Terceiro segundo e primeiro)

AMBIENTE


02.2 - AMBIENTE:

Não existem construções como no mundo físico casas estradas. O plano mental é um mar de luz aconchegante vibrante vivo existe uma energia inteligente no ar uma dança mágica de cores a vibração conta a história do universo uma felicidade uma paz indiscritível.

Que um homem se imagine com o sentimento de intensa felicidade e poder enormemente aumentado já descritos flutuando em um mar de luz viva rodeado por todas as variedades concebíveis de beleza de cor e forma – o todo mudando com cada onda de pensamento que emite de sua mente e sendo em verdade como logo irá descobrir somente a expressão de seu pensamento na matéria do plano e em sua essência elemental. Pois aquela matéria é da mesmíssima classe que aquela de que o próprio corpo mental é composto e portanto quando aquela vibração de partículas do corpo mental a que chamamos pensamento ocorre ela imediatamente se difunde para a matéria mental circunstante e nela suscita vibrações correspondentes enquanto que na essência elemental ela se espelha com absoluta exatidão.

Pensamentos concretos naturalmente tomam a forma dos objetos enquanto que idéias abstratas usualmente aparecem como todos os tipos de perfeitas e formosíssimas formas geométricas mas em relação a isso deve ser lembrado que muitos pensamentos que para nós cá embaixo são pouco mais que a mais aérea das abstrações se tornam fatos concretos neste plano superior.